O CAJU está ficando pronto

Uma das obras mais esperadas pela juventude de Santana (pelo menos dos segmentos mais organizados de juventude), do Estado e também por algumas importantes lideranças nacionais desse segmento, está em fase final de construção – a Casa da Juventude.
A obra que foi decidida pela população através do OP e que também contou com a participação de representantes da juventude quando da definição de seu formato, poderá ficar pronta antes do final do ano. A obra possui algumas pendências com relação a alguns ajustes em serviços que se julga pertinente incluir, mas que o recurso originalmente previsto não foi suficiente para arcar.
O CAJU servirá como um grande ponto de encontro da juventude santanense, devendo oferecer cursos de informática, oficinas profissionalizantes e espaço para apresentações culturais e para o desenvolvimento de oficinas artísticas.
O governo já vem se articulando junto a parlamentares federais para equipar o prédio, tanto com os equipamentos necessários para colocar o prédio em si para funcionar, quanto para colocar em ação todas as oficinas e atividades originalmente concebidas para o mesmo.
Certamente esta será mais uma grande conquista do governo comandado pelo PT em Santana e principalmente da cidade de Santana, em especial de sua juventude.

2 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Com certeza a obra do CAJU é uma vitória coletiva da juventude santanense, principalmente das juventudes partidárias que se engajaram por dentro do OP para debater a proposta. Uma das grandes protagonistas desse espaço é a JPT, pois mesmo fazendo parte do governo, mobilizou sua militância dentro dos movimentos sociais pra derrotar a máquina de votos no Congresso do Povo, comandada pelas igrejas evangélicas. Fomos o único segmento organizado a derrotar a igreja dentro do OP. Com certeza não basta só fazer a obra, sabemos que nosso governo não acumulou em PPJ´s, fazendo somente alguns momentos de debates. A direção do CAJU deve ser levada em consideração pelo aspecto político e pela construção dos movimentos juvenis, sem apadrinhamentos políticos e conchavos com grupos que não tem debate e legitimidade no meio juvenil. Essa falta de PPJ´s fez com que o PT diminuísse sua votação na juventude, diferentemente de 2004, onde fomos os mais votados pela juventude. Sendo que o principal problema na perca de base eleitoral na juventude foi a ausência de PPJ´s no nosso governo. Essa deve ser uma autocrítica que o PT e os dirigentes do governo tem que fazer, principalmente o prefeito.